Fibra

Início > Lusa > Tecnologia: Lançamento do iPad 2 em Macau e Hong Kong levou a corrida às lojas

Tecnologia: Lançamento do iPad 2 em Macau e Hong Kong levou a corrida às lojas

sexta, 29 abril 2011 14:55

O iPad 2, novo ‘tablet’ da Apple, começou hoje a ser vendido em Macau e Hong Kong, mais de um mês depois de ter sido lançado nos Estados Unidos, levando muitos a “acamparem” à porta das lojas dos revendedores autorizados.

 

Em apenas duas horas, uma loja de um revendedor autorizado da Apple no centro de Macau já tinha vendido os cerca de 200 iPad 2 que tinha em stock, disse à agência Lusa um dos responsáveis por aquele estabelecimento comercial.

A fila de “fãs” do novo ‘tablet’ formou-se horas antes da abertura das portas daquela loja, que, por já esperar a corrida pelo novo dispositivo da maçã, estabeleceu, à priori, regras para a sua comercialização, que passam por só vender ou aceitar encomendas de dois iPad 2 por cliente nesta fase de lançamento do dispositivo.

O mesmo estabelecimento limitou também as vendas do iPad 2 a um stock diário determinado, que ronda as duas centenas de dispositivos, e às duas primeiras horas após a sua abertura.

Noutras cidades vizinhas, a situação repetiu-se. Em Hong Kong, cerca de 400 pessoas esperaram mais de 12 horas à porta de uma loja para “porem o dedo” no novo iPad, entre as quais muitos residentes no continente chinês, cujo entusiasmo pelas novas tecnologias os impediu de esperarem até 06 de maio, quando a versão Wi-Fi do ‘tablet’ chegará à China.

No coração da antiga colónia britânica avistavam-se hoje várias pessoas a deixarem lojas arrastando “trolleys” com uma dúzia de iPad 2 no seu interior, descreveu um jornalista no local da agência France Press.

Ao fim da manhã de hoje, a loja online da Apple de Hong Kong já tinha todas as versões do ‘tablet’ esgotadas.

Em Macau e Hong Kong, o iPad 2 tem preços que variam entre os 4.000 (340 euros) e os 8.000 dólares de Hong Kong (700 euros).

Na Coreia do Sul, centenas de pessoas concentravam-se esta manhã à porta de lojas, onde montaram acampamento por mais de nove horas para conhecerem o novo ‘tablet’, com a situação a repetir-se em Singapura.

O iPad 2 chegou esta quinta-feira às lojas do Japão com mais de um mês de atraso, devido ao sismo e tsunami que devastaram a região nordeste do país a 11 de março. Também muitos aficionados das novas tecnologias se concentraram às portas de alguns revendedores de Tóquio, que distribuíram garrafas de água e sombrinhas aos clientes para estes conseguirem enfrentar as temperaturas quentes que se faziam sentir.

O novo iPad, com duas câmaras, novo processador e mais leve do que o antecessor, foi lançado nos Estados Unidos a 11 de março e em Portugal duas semanas depois e chegou hoje também à Índia, Israel, Malásia, Filipinas, Singapura, África do Sul, Turquia e Emirados Árabes Unidos.

Em 2010, a Apple vendeu 15 milhões de iPad, arrecadando receitas de mais de 6.000 milhões de euros, e 4,69 milhões de unidades no primeiro trimestre do ano.

Empresas concorrentes estão também a apostar nos ‘tablets’, como a japonesa Sony, que apresentou esta semana o seu dispositivo com o sistema operativo Android da Google.

Fonte: Lusa

Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2015 fibra     Ficha Técnica      Estatuo Editorial