Fibra

Início > Telemóveis > Venda de telemóveis cai 21% no 2º trimestre do ano

Venda de telemóveis cai 21% no 2º trimestre do ano

quinta, 06 setembro 2012 05:00

tlm 2No segundo trimestre de 2012 foram vendidos 1,08 milhões de unidades de telemóveis em Portugal, o que representa uma queda de 21 por cento em relação ao mesmo período no ano anterior. Esta é a conclusão do estudo “IDC European Mobile Phone Tracker”.


No período em análise, foram vendidos menos 96 mil telemóveis por mês, o que corresponde à maior queda registada em períodos homólogos.

Durante o segundo trimestre do ano, foram vendidos 623 mil unidades de telefones tradicionais, uma descida de 37 por cento face ao mesmo período do ano passado. Pelo contrário, no segmento dos smartphones foram vendidas 457 mil unidades, um crescimento de 37 por cento, representando 42 por cento das vendas totais do trimestre.

“O segundo trimestre continuou a ser afetado pela forte contração da procura em virtude da deterioração da economia portuguesa. Apesar da queda verificada, que afetou a maioria dos fabricantes, a quota de mercado da Samsung continua a crescer no segmento dos smartphones. A gama de produtos Galaxy continua a ser um caso de sucesso em toda a europa, ao qual os consumidores portugueses não têm sido indiferentes”, afirma Francisco Jerónimo, responsável europeu de research da área de telefones móveis da IDC.

O estudo revela ainda que, tal como aconteceu na europa, os rumores de lançamento de vários modelos dos principais fabricantes, previstos para o terceiro trimestre, têm contribuído para que muitos consumidores adiem a intenção de compra de smartphones.

Em Portugal, a Samsung continua a crescer, muito em parte devido ao sucesso da gama de produtos Android. Este sistema operativo alcançou um total de venda de 338 mil unidades, ou seja, 74 por cento das vendas totais de smartphones em Portugal, o que corresponde a um crescimento de 37 por cento face ao período homólogo do ano anterior.

Fonte: Inforpress

 

Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2015 fibra     Ficha Técnica      Estatuo Editorial