Fibra

Início > Opinião > Empreendedores com fibra

Empreendedores com fibra

quinta, 12 dezembro 2013 12:22   António Brandão de Vasconcelos, CEO everis Portugal

António Brandão de Vasconcelos, CEO everis PortugalO que faz a diferença entre ser-se "desenrascado" ou "empreendedor"? Este é o ponto de partida de um artigo de opinião do ceo da everis Portugal, António Brandão de Vasconcelos, sobre as características do empreendedorismo.

"A aldeia onde nasceu o Sr. F.L. era extremamente pobre e a casa onde vivia não tinha água nem luz. A vida lá era dura e com poucas condições mas o que se esperava é que ele repetisse a vida que os seus pais tinham tido, e que por sua vez não se distinguia muito da que tinham tido os seus avós. Para fugir a esse futuro, e também para se afastar dos sogros que ambicionavam para a filha um marido com melhor posição, muito cedo veio para Lisboa.

Hoje tem uma empresa, dá trabalho a algumas dezenas de trabalhadores, paga impostos e alterou, em muito, a vida de três gerações. A sua, a de seus pais, dando-lhes outras condições de vida, e a dos filhos, a quem deu a possibilidade de uma formação universitária que ele não pôde ter.

A empresa nem está em bolsa nem será provavelmente comprada por nenhuma multinacional. É "apenas" uma empresa com êxito - num mercado maduro e muito competitivo - que nasceu por vontade, determinação e visão do Sr. F.L..

Se o Sr. F.L. tivesse tido a formação de base adequada e tivesse lançado a sua empresa na área das tecnologias de informação ou das ciências da vida, hoje seria considerado um Empreendedor. Teria tido um espaço para lançar a empresa, teria sido publicitado e teria sócios financeiros interessados em ajudá-lo na gestão da empresa. Teria - e ainda bem que assim seria – todo o apoio que lhe teria permitido ambicionar levar a sua empresa para a bolsa.

Sendo uma empresa numa área madura, sem glamour, e não tendo algo em que se possa diferenciar substancialmente, nada disto ocorre(u) e provavelmente o que se dirá é que o Sr. F.L. é um "desenrascado" que se safou.

Este caso, semelhante provavelmente a alguns outros, pode servir para nos ajudar a refletir sobre a essência do empreendedorismo e principalmente sobre as características pessoais necessárias à criação e desenvolvimento de projetos empresariais.

O empreendedorismo está na ordem do dia. Os esforços que estão a ser feitos para o seu desenvolvimento em Portugal são significativos e irão seguramente dar excelentes resultados. Todos os dias temos ótimas notícias sobre o que se está a fazer na área de educação formal e sobre os apoios de todo o tipo que são dados à criação de negócios inovadores.

Estou em crer que se criarem apoios igualmente estruturados para outras áreas da economia, as pessoas com as características pessoais do Sr. F.L. podem deixar de ser consideradas "desenrascadas" que se safaram, para se transformarem em exemplares Empreendedores (ou serão "unicamente" Empresários?)".

António Brandão de Vasconcelos

CEO everis Portugal

 

Fonte: Fibra

 

Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2015 fibra     Ficha Técnica      Estatuo Editorial