Fibra

Início > Opinião > Dinamismo exportador nas TI

Dinamismo exportador nas TI

quinta, 12 julho 2012 00:00   Miguel Araújo, VILT

VILT MiguelAraujo2Há poucos dias vimos a capacidade de Cristiano Ronaldo encantar o mundo e dar esperança a uma Nação. Joana Vasconcelos foi rainha em Versalhes.



Vimos também investigadores portugueses da Universidade de Coimbra terem a capacidade de desenvolver uma seringa a laser sem agulha, uma inovação com enorme interesse científico e de mercado.

Na tecnologia e no software temos também a capacidade de andar entre os melhores. Temos bons profissionais, capacidade de trabalho e inovação. Precisamos de vender melhor o "made in Portugal"? Sem dúvida.

A estratégia de internacionalização das empresas é fundamental, acarretando um peso mais significativo no actual contexto económico nacional. O campo das TI`s não é excepção, sendo o dinamismo exportador uma realidade crescente no sector, que ganha forma graças ao empenho de empreendedores.

No caso da VILT, que está há 5 anos em Espanha, com clientes como a Telefonica, Banco de España, La Caixa, Ayuntamiento de Barcelona, e que abriu este ano escritório no Brasil, esta dinâmica é importante para a consolidação da empresa.

Quando em Abu Dhabi uma empresa tem um desafio quase impossível e recruta uma tecnológica portuguesa, isso é motivo de grande satisfação. Não só para a VILT, mas para o crescimento e promoção da nossa actividade nessa dinâmica exportadora que Portugal tanto necessita.

A internacionalização e a sustentação das Marcas portuguesas é estratégica na diplomacia económica. As TI´s portuguesas têm de estar nesse barco.

Miguel Araújo, VILT

Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2015 fibra     Ficha Técnica      Estatuo Editorial