Fibra

Início > Internet > Perguntas secretas não são suficientemente seguras, diz a Google

Perguntas secretas não são suficientemente seguras, diz a Google

sexta, 22 maio 2015 17:48

Qual era o nome do seu primeiro animal de estimação? Qual é a sua comida favorita? Estas são algumas das questões de segurança que a Google e outros sites apresentam para casos de recuperação de contas. Agora, a multinacional tecnológica conclui que as perguntas secretas não são suficientemente seguras ou fidedignas.

Diz a Google que com uma única tentativa, um hacker teria 19.7% de hipóteses de adivinhar a resposta dos utilizadores de língua inglesa para a questão "Qual é a sua comida favorita?", e com dez tentativas teria já 24% de hipóteses de adivinhar as respostas de utilizadores de língua espanhola para a pergunta "Qual é o nome da sua primeira professora?".

Também com dez tentativas, um hacker teria 39% de hipóteses de adivinhar as respostas dos utilizadores falantes de língua coreana para a questão " Qual o nome da cidade onde nasceu?" e teria 43% de hipóteses de adivinhar a comida favorita.

Sobre as respostas difíceis, a Google concluiu que 40% dos nossos utilizadores falantes de língua inglesa nos Estados Unidos não se recordavam das respostas às questões secretas quando precisaram. Porém, recordavam-se dos códigos de reposição enviados por SMS em 80% das vezes e em 75% de códigos enviados por email.

Quanto a soluções, a Google encoraja os utilizadores a certificarem-se que a sua informação de recuperação de conta está atualizada. Já os proprietários de sites devem procurar outros métodos de autenticação, tais como códigos de backup enviados por SMS ou para emails secundários.

fibra@briefing.pt

Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2015 fibra     Ficha Técnica      Estatuo Editorial