Fibra

Início > Conteúdos > Parceiro chinês do Skype afirma que o serviço é legal

Parceiro chinês do Skype afirma que o serviço é legal

terça, 04 janeiro 2011 15:54
skypeO TOM Group, sócio chinês do Skype, assegurou que o serviço de chamadas pela Internet está de acordo com a lei chinesa numa altura em que uma campanha contra os fornecedores ilegais de chamadas por Internet desencadeada pelas autoridades locais poderia dificultar a área de acção da empresa na China.

Estas declarações do TOM Group surgem numa altura em que potenciais investidores na oferta pública do Skype poderiam temer a proibição dos serviços da empresa no território chinês.

Para além de assegurar que o Skype cumpre todas as leis e regulamentações previstas na China, um porta-voz da empresa assegura que “actualmente o serviço funciona como sempre e a prestação de serviços mantém-se normal”.

Esta questão surge quando o Ministério da Indústria e Tecnologias da Informação começou a perseguir os serviços ilegais de chamadas VoIP (voz sobre IP), ainda que este não tenha mencionado o nome de qualquer companhia.

Estas medidas do Governo estavam destinadas a proteger as companhias de telecomunicações estatais – a China Telecom, a China Unicom e a China Mobile – que estavam a perder dinheiro nos seus negócios de chamadas de longa distância.

O regulador chinês não quis pronunciar-se sobre este assunto.

O Skype tem a sua sede no Luxemburgo e opera em território chinês através da TOM-Skype, uma empresa conjunta que começou as suas operações em Outubro de 2004.

Fonte: El Mundo
Briefing advocatus fibra Welcome store


Considerações Legais     © 2015 fibra     Ficha Técnica      Estatuo Editorial